Imagem - Design na Comunicação Institucional: como usar?

A comunicação institucional é uma área essencial dentro de uma empresa, seja ela pequena ou de grande porte. Conversar de forma clara com seus funcionários, clientes e fornecedores, estabelecendo os valores e as ideias centrais mais importantes faz com que haja maior entrosamento, esclarecimento de dúvidas e melhor confiança entre a equipe e todos os envolvidos com o negócio de alguma forma.

Mas como o design na comunicação institucional pode ajudar nesse momento? E como usá-lo de forma correta? Confira mais abaixo as dicas que separamos!

 

O que é Design na Comunicação Institucional?

 

Primeiro, vamos entender o que é o design na comunicação institucional. Sabemos que esse tipo de comunicação visa estreitar os laços entre a empresa e os funcionários, além de ser uma forma de evitar visões e valores diferentes para o público, fornecedores e para a publicidade em geral.

Isso significa que a comunicação institucional deve abranger todas as estratégias de comunicação, desde a interna até a externa, como a publicidade tradicional. O design entra nesse sentido como uma ferramenta essencial para que todo o processo seja colocado em prático de maneira adequada, através de peças esporádicas e também de toda a criação de identidade visual da empresa.

Podemos dizer, então, que o design na comunicação institucional é a peça-chave para que ela funcione e traga o retorno esperado. Embora o plano estratégico seja fundamental, será o design o responsável por colocá-lo em prática.

 

Quais são as peças de design que devem ser priorizadas?

 

Entendemos o que é o design na comunicação institucional, mas como usá-lo na prática? Ou seja, quais são as peças que ele abrange em uma empresa – seja ela de qualquer tamanho? Vamos listar algumas:

 

  • Identidade Visual

 

O primeiro passo para uma comunicação institucional de qualidade é determinar qual sua identidade visual e qual é o tipo de ideia que sua empresa quer passar com ela. Será a partir da definição de identidade visual que todas as peças deverão ser criadas, respeitando as fontes, as formas e as cores do negócio.

O que sua empresa quer passar para os clientes, funcionários e todos os demais envolvidos com ela? Essa deve ser a premissa para desenvolver uma identidade que converse com todos ao mesmo tempo e possa se estabelecer.

Por isso, é importante procurar um design especialista nesse tipo de desenvolvimento – ele saberá adequar todas as suas necessidades e prever quando será preciso adaptar essa identidade em uma peça de comunicação interna ou para as redes sociais, por exemplo.

 

  • Banners e Panfletos Internos

 

Algo precisa ser dito a todos os funcionários de uma única vez, de forma fixa e por um tempo determinado? Os banners e panfletos internos ajudam muito nesse tipo de comunicação e fazem com que a empresa consiga expressar suas ideias, regras ou mesmo ações para os funcionários de maneira clara e objetiva.

Ter um designer que trabalhe com comunicação institucional ajuda bastante nesse processo, pois ele saberá como usar a identidade visual corretamente e também o tom adequado para evitar problemas de entendimento.

Outra dica é contar com uma agência provida de redatores e designers. Ambos poderão trabalhar juntos para unir as suas ideias tanto na questão textual quanto na visual.

 

  • Cartazes

 

Cartazes maiores são uma excelente forma de utilizar o design na comunicação institucional. Eles geralmente são empregados dentro das empresas, hospitais, clínicas e demais instituições que precisam, de alguma forma, expressar suas ideias aos funcionários. Da mesma forma que os banners e os panfletos, eles funcionam muito bem – porém, são fabricados em tamanhos maiores para visualização em grandes locais, como galpões ou corredores extensos.

Os cartazes funcionam bem também para trazer anúncios aos clientes, pacientes ou fornecedores e têm como principal intuito uma comunicação mais rápida, objetiva e impactante.

Embora possam ser mais pontuais, esse tipo de material deve seguir a identidade visual da empresa para evitar qualquer tipo de divergência com o que foi definido junto com o designer ou com a agência. Por isso, vale a pena fazer pacotes grandes para esse tipo de trabalho e definir um mesmo profissional para todas as peças.

 

  • Catálogos de produtos

 

Outra maneira ótima de trabalhar o design na comunicação institucional é optar por catálogos de produtos – ou mesmo de serviços, no caso de empresas que não trabalham com vendas diretas. Os catálogos devem também seguir a identidade visual principal, porém, podem ter uma forma diferenciada de comunicação para cada público.

Como exemplo, podemos citar os catálogos para fornecedores ou para vendedores externos, que devem ter uma linguagem mais técnica e um visual mais objetivo, diferente do que deve ir ao grande público.

Dependendo da abordagem, os catálogos tendem a causar reações diferentes, por isso, devem ser pensados de forma correta por uma equipe de design em conjunto com os diretores da empresa.

 

Conclusões

 

O Design na comunicação institucional é uma excelente forma de colocar as ideias, os valores e a missão da empresa em todas as peças publicitárias e de comunicação entre funcionários, vendedores e fornecedores.

Para que a estratégia funcione, é essencial que haja uma completa harmonia entre cada uma dessas peças e que esse seja um processo definido em conjunto com os responsáveis pela publicidade e a agência contratada. Com o tom correto e uma ótima qualidade de design, a comunicação institucional tem tudo para trazer grandes frutos e ajudar a criar a autoridade e o entrosamento necessário entre a empresa e os envolvidos com ela.

 

Está em busca de especialistas em comunicação institucional? Fale com a Granza e faça um orçamento completo gratuito!

 

Granza