Imagem - Saiba como escolher o melhor material para embalagens personalizadas

O material para embalagens personalizadas varia muito dependendo do tipo de produto que será vendido e também o orçamento disponível para essa distribuição. Além disso, outros detalhes devem ser analisados antes de escolher a melhor opção, sempre pensando no bem-estar financeiro da empresa e, sempre que possível, no impacto ao meio ambiente.

No texto de hoje, vamos tentar mostrar de forma objetiva os mais diversos tipos de embalagens personalizadas e explicar como você pode escolher o material ideal para que seja possível enviar seus produtos aos clientes com baixo custo e de maneira personalizada. Confira mais abaixo o que separamos!

 

Material para embalagens personalizadas – Os tipos disponíveis

 

O material para embalagens personalizadas, como falamos logo no começo, varia bastante e pode ser escolhido levando em conta inúmeros fatores – que explicaremos mais abaixo. Separamos nesse tópico os principais tipos de materiais que podem ser facilmente personalizados, com o logotipo da sua empresa, por exemplo:

 

  • Papelão

 

O primeiro e mais comum material para embalagens personalizadas é o papelão. Embora ele seja mais conhecido pela sua forma mais rústica, hoje em dia há opções para todos os tamanhos e gostos, como caixas coloridas.

O papelão pode ser personalizado com o seu logotipo, frases e artes previamente produzidas pelos seus designers de confiança – ou por uma agência especializada. A impressão em si não é cara e costuma ser uma boa alternativa para aqueles produtos maiores, que não caberiam em uma sacola comum.

 

  • Papel

 

O papel é, sem dúvidas, o material para embalagens personalizadas mais indicado para quem tem um comércio, loja ou presta serviços que exigem a compra no local – ou mesmo faça entregas de produtos mais leves e menores.

Para personalizar uma sacola de papel existe maior facilidade, tanto na hora de imprimir como também para oferecer um resultado muito atraente para os consumidores.

O papel pode ser totalmente modificado previamente e feito em computador, por meio de designers experientes, oferecendo ao lojista a chance de conhecer o resultado final antes da produção em si – o que tornará o gasto bem menor.

Além disso, esse tipo de embalagem é mais sustentável e pode ser indicada para empresas cujo viés ambiental esteja em alta. Como a maioria das pessoas hoje preza por esse tipo de preocupação, optar pelo papel é sempre uma boa pedida.

 

  • Vidro

 

Se você trabalha com doces e comidas em geral, o papel ou o papelão podem não ser boas escolhas para embalagens, já que costumam durar menos e podem até trazer algum tipo de contaminação. Logo, o vidro geralmente é a melhor saída para empresas que precisam de algo mais resistente e, ao mesmo tempo, agradável aos olhos do consumidor final.

Uma forma interessante de deixar a embalagem de vidro mais bonita é optar por etiquetas personalizadas, que podem ser fixadas na tampa ou mesmo em volta do pote, por exemplo.

Dessa forma, não será necessário fazer impressão direta – gerando economia e trazendo um resultado final esteticamente bacana.

 

Como escolher o material ideal para suas embalagens?

 

Além das opções que citamos acima, existem outras mais sustentáveis e as mais comuns, como as que são feitas com isopor. Vamos entender melhor o que é preciso levar em conta antes de escolher o material ideal:

 

  • Pense na questão da logística. Se você precisa de embalagens grandes, o vidro pode não ser uma alternativa bacana nesse sentido, já que costuma pesar mais e ter um custo elevado no transporte. Além disso, embalagens grandes são mais caras quando produzidas nesse tipo de material.

 

  • Ainda sobre o transporte, o papelão e o papel podem ser desmontados e, dessa forma, entregues sem danos a embalagem.

 

  • Pense também na personalização. Se você quer materiais para embalagens personalizadas, vale a pena pesquisar qual deles tem um resultado final mais agradável e, ainda por cima, traz um bom retorno financeiro. O papel, por exemplo, é muito mais simples de customizar e tem total segurança para embalar produtos mais leves.

 

  • O custo é importante, não apenas na produção, como no transporte. Em relação a produção em si, embalagens mais leves são mais facilmente personalizáveis. Vidros e materiais duros apresentam maior dificuldade para se tornarem atrativos ao público.

 

  • Também pense na questão da atratividade. Quanto mais leve e simples for a embalagem, melhor ela ficará no resultado final – veja, por exemplo, as sacolas personalizadas: elas costumam ser inteiramente coloridas e muito mais bonitas visualmente. Isso faz com que sua loja ou comércio seja facilmente reconhecida em qualquer lugar que o cliente carregar a embalagem.

 

  • Por fim, não deixe de pensar no meio ambiente, pois esse é um assunto comum entre os consumidores. Sacolinhas plásticas, por exemplo, não costumam pegar bem em estabelecimentos com um público mais rigoroso. Se for possível, procure optar por embalagens que tenham um apelo sustentável interessante e use essa narrativa a favor da sua empresa.

 

Independente de qual for a escolha do material para embalagens personalizadas, tenha em mente que será necessário contratar um bom designer para que o resultado fique como esperado. Se quiser saber mais sobre o assunto, fale com a Granza – teremos prazer em sugerir as melhores opções de acordo com o seu negócio. Lembre-se também que é fundamental ter uma boa identidade visual para que ela seja aplicada também nas suas embalagens.

 

Gostou do texto de hoje? Compartilhe nas redes sociais com seus amigos.

 

Fale com a Granza Design e faça um orçamento gratuito de embalagens e também identidade visual completa.

Granza